BLOG
June 4, 2024

Segurança psicológica: como promover em sua empresa

Você já ouviu falar sobre segurança psicológica? Esse termo está relacionado com a sensação de segurança que os colaboradores sentem no ambiente corporativo. Não é segredo para ninguém que o ambiente de trabalho pode ser bastante hostil e causar danos para a saúde mental dos colaboradores.

A boa notícia é que esse padrão tem mudado e as empresas e lideranças estão cada vez mais preocupadas em proporcionar um ambiente seguro e promover a saúde mental no trabalho.  

Sendo assim, a segurança psicológica se torna uma estratégia de suma importância para empresas que desejam atrair e reter talentos. Afinal, com as mudanças que o mercado viveu desde a pandemia, ninguém mais quer correr o risco de trabalhar em um local prejudicial para a saúde da mente.  

Neste artigo, você vai entender mais sobre a segurança psicológica e descobrir como aplicá-la em sua empresa.

Por que a segurança psicológica é importante para empresas e colaboradores?

Empresas que não prezam pela segurança psicológica criam ambientes frágeis, onde as falhas na comunicação são frequentes e o engajamento é prejudicado. A tendência desse tipo de ambiente é uma alta taxa de rotatividade, pois profissionais infelizes estarão sempre à procura de outros locais para trabalhar.  

Isso sem falar nos índices de afastamento por questões relacionados com a saúde mental, que tendem a aumentar. Em ambientes como esses, é comum que os colaboradores apresentem quadros de ansiedade, depressão e burnout.

Um ambiente seguro para o colaborador é aquele que permite que ele possa ser ele mesmo sem que isso lhe cause constrangimento. O colaborador também se sente empoderado para compartilhar suas ideias e testar, com isso aprende mais e se liberta do medo de errar.  

O colaborador que vive em um ambiente em que a segurança psicológica é promovida trabalha com mais disposição e não teme que o fim de semana acabe ou um novo dia comece porque terá que trabalhar.

Como descobrir se a sua empresa promove a segurança psicológica?

Essa é uma pergunta que apenas os colaboradores da sua empresa serão capazes de responder. Por isso, recomendamos que você realize pesquisas internas por meio de formulários que possam ser respondidos anonimamente. Afinal, se o objetivo é ter respostas sinceras, é preciso promover um ambiente seguro para garantir que nenhuma pessoa sofrerá retaliações.  

A seguir, listamos algumas perguntas que podem ser feitas:

  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você se sente confortável para expor suas ideias dentro da empresa?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você se sente confortável para fazer perguntas em momentos compartilhados com outros colaboradores da empresa?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você se sente à vontade para discordar da maioria em uma reunião da empresa?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você se sente seguro para assumir riscos na empresa?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você se sente seguro para sugerir novos processos para a empresa?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você já se sentiu julgado por outro colaborador diante de um erro cometido?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você se sente confortável para pedir ajuda para pessoas com nível acima do seu?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você acredita que outras pessoas na empresa podem te prejudicar de alguma forma?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você acredita no respeito entre as pessoas da sua equipe?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você acredita que as pessoas da empresa são capazes de rejeitar um colaborador só porque ele não segue um padrão social?  
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você se sente confortável para expor suas ideias dentro da empresa?
  • Você conhece algum canal para reportar casos de discriminação, assédio ou preconceito na empresa?
  • Em uma escalda de 0 a 5, onde 0 é o valor mais negativo e 5 é o valor mais positivo, quanto você acredita que a empresa precisa evoluir para acabar com casos de discriminação?

A partir das respostas dos colaboradores, é possível identificar qual é a percepção geral com relação ao ambiente ser seguro psicologicamente ou não. Caso sua empresa aplique esse teste e o resultado não seja positivo, é possível adotar algumas práticas para promover a segurança psicológica.

5 ações para promover a segurança psicológica na empresa

Mesmo que a empresa tenha valores alinhados com a promoção da qualidade de vida dos colaboradores e priorize sua saúde mental, a segurança psicológica não é conquistada de forma natural. Pelo contrário, é preciso ter uma estratégia para construir esse ambiente na empresa. Para começar, é importante conhecer os três fundamentos que direcionam a construção de um ambiente seguro psicologicamente, são eles:

  • Colaboradores podem errar e aprender com seus erros;
  • Reconhecer que todas as pessoas cometerão erros em algum momento;
  • Nem todos os possuem os mesmos conhecimentos, é preciso permitir que qualquer tipo de pergunta seja feito.

Agora, veja como colocar tudo isso em prática e conquistar a segurança psicológica na sua empresa.

Construa e estabeleça uma cultura de feedback

O feedback é um momento em que o líder e o liderado conversam sobre pontos positivos e pontos que precisam ser desenvolvidos em ambos os lados. É um momento em que o objetivo é ter uma conversa franca, sincera, mas ao mesmo tempo cuidadosa.  

Por isso, é importante sempre destacar as habilidades positivas que cada um tem e sugerir pontos que podem ser evoluídos - e não os “defeitos”.

Ter uma cultura de feedback ajuda colaboradores e líderes construírem um relacionamento a longo prazo, baseado em confiança e com objetivo de evolução contínua. Essas conversas ajudam o colaborador a se sentir seguro e confiante para expor suas ideias a cada novo feedback.

Envolva os colaboradores na tomada de decisão da empresa

Empresas que envolvem os colaboradores em tomadas de decisão geram o sentimento de responsabilidade em cada um deles e mostra que existe uma relação de confiança - ou, pelo menos, está sendo construída.

Claro que a empresa não deve direcionar decisões críticas ou sensíveis para os colaboradores. A ideia dessa estratégia é ter momentos de troca e pedir que os profissionais contribuam com suas ideias e sugestões. Mesmo que a tomada de decisão não seja exatamente o que foi sugerido pela equipe, a empresa mostra que considerou o ponto de vista de cada um.

Essa estratégia aproxima os colaboradores, promove o sentimento de pertencimento, influenciando diretamente no engajamento e ajuda a empresa a construir uma visão de gestão democrática.

Estimule a escuta ativa

Escuta ativa é o ato de ouvir, prestar atenção e demonstrar interesse no assunto. A rotina atribulada nas empresas prejudica essa atividade, impedindo as pessoas de terem conversas ativamente, em que todos os envolvidos estão participando de fato. Quando a escuta não é ativa, perde-se tempo e relações deixam de ser construídas.  

Lideranças que praticam e estimulam a escuta ativa mostram para seus colaboradores que existe uma relação de interesse e abrem o canal para que a confiança e a segurança sejam estabelecidas.

Tolerar erros e diferenças

Erros sempre vão acontecer, mesmo em equipes de alta performance e experientes. A diferença é que por terem mais tempo de mercado, esses profissionais já sabem disso. Porém, pessoas mais jovens ou que acabaram de chegar na empresa podem ficar inseguras, com medo de errar e até deixam de arriscar por acharem que serão punidos.  

A própria empresa acaba perdendo, pois o ambiente se torna menos criativo, ideias novas deixam de ser compartilhadas e bons projetos não são colocados em prática. O mesmo acontece com ambientes que são poucos diversos. A falta de diversidade é um bloqueador para a evolução da sociedade.

Quando os líderes mostram que não há nenhum problema em errar e ser diferente, pelo contrário a empresa é tolerante aos erros e valoriza as diferenças, uma relação de confiança começa a ser construída e há mais liberdade para criar e evoluir.

Incentive o time a se arriscar mais

Quando falamos em arriscar mais, obviamente que não estamos sugerindo que a empresa tome riscos que podem prejudicar o negócio. Toda empresa tem uma margem de risco, de acordo com a área, perfil profissional, que pode ser tomada.

A ideia aqui é permitir que os profissionais tenham mais abertura e confiança para propor, apresentar novas ideias, testar etc. Avalie as possibilidades da empresa e encontre um equilíbrio para que os colaboradores se sintam confiantes e engajados a construir suas histórias.  

Todas as dicas acima ajudam a promover um ambiente seguro para os colaboradores, mas para que sejam aplicadas é importante ter lideranças capacitadas. O aprendizado contínuo é fundamental para as empresas que desejam ter líderes inspiradores e que sejam referência de incentivo e cuidado com o time.

A Afferolab Learning Hub é uma plataforma para disponibilizar treinamentos, em que as empresas podem criar e gerenciar seus materiais de T&D para líderes e demais colaboradores, de forma simples e intuitiva.  

Além disso, a plataforma já conta com diversos conteúdos disponíveis gratuitamente para auxiliar no desenvolvimento de soft skills dos colaboradores.  Um deles é a série #YOLO – You only live once (você só vive uma vez), que conta com materiais ricos sobre saúde mental e o papel da liderança em auxiliar os profissionais a lidarem com essa temática. Esse material ajuda a estimular o profissional a olhar mais para a qualidade de vida, equilibrando a rotina entre trabalho e vida pessoal.

Solicite uma demonstração gratuita e descubra como a Learning Hub pode te ajudar.

Mais do que uma consultoria de treinamentos, atuamos como um ecossistema de aprendizagem, promovendo experiências de alto impacto, significativas, memoráveis e feitas para melhorar a vida de gente como a gente.

Fale com o nosso time

Nossas redes

MAKING OF.FICE

Escolha seu player favorito, e escute o episódio mais recente do nosso podcast!

Pocket Learning | Linguagem não sexista

Leia mais →

Confira o novo pocket learning da Afferolab e entenda um pouco mais sobre a importância de utilizarmos, cada vez mais, uma linguagem inclusiva e não sexista!

Pocket Learning | Segurança Psicológica

Leia mais →

Para que haja inovação, aprendizado, autodesenvolvimento e inteligência coletiva dentro das organizações, é preciso promover ambientes corporativos psicologicamente seguros. Entenda mais sobre o conceito de Segurança Psicológica neste Pocket Learning.

Veja mais
As competências essenciais da liderança
Ler mais →
Pocket Learning | Influência sem Autoridade
Ler mais →
Cultura organizacional e liderança: qual é a importância do líder?
Ler mais →
© 2022 Afferolab | CNPJ: 11.472.921/0002-54

Nossas redes

Making Of.fice | Podcast

Fale com a gente!

E-mail: institucional@afferolab.com.br
Telefone: 55 11 3372-6100
WhatsApp: 55 21 97920-0321

Nosso Escritório:

São Paulo

Alameda Santos, 1827, 12º andar
Jardim Paulista, São Paulo – SP
CEP 01419-100